Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência – por Helô Rocha*

 Essa semana foi especial para as pessoas com deficiência do Brasil, já que no dia 21 de setembro comemorou-se o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. Assim como em Aracaju, a capital paulista recheou a semana de eventos em prol a luta dessa categoria. Logo abaixo é possível conferir informações cedidas pelo site Sentidos do que aconteceu em São Paulo na última semana.

Centro Cultural São Paulo

No dia 21 de setembro, quando que se comemora o dia Nacional da Pessoa com Deficiência, o Centro Cultural São Paulo – CCSP promoveu, em parceria com a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida – SMPED, o Livre Acesso, programa de acessibilidade às atividades, aos acervos e aos espaços reestruturados do CCSP, especialmente os da Biblioteca Braille, agora denominada Biblioteca Louis Braille, conforme decreto nº 47.756 de 16/07/2008. A programação ocorreu entre os dias 16 a 21 de setembro e ofereceu muitas outras atrações ao público, como teatro, dança, contação de histórias, apresentações musicais, sarau de leitura de poesias em Braille.

 Em uma parceria inédita, a SMPED adquiriu para o Centro Cultural São Paulo materiais e equipamentos de tecnologia assistiva que permitiu aos usuários o acesso a toda programação e oferta de serviços da instituição. Foram adquiridos, entre outros, a Linha Braille – periférico de computador para leitura em Braille de arquivos digitais; software Jaws, leitor de tela de fala sintetizada para uso do sistema Windows, aplicativos e Internet; software Openbook, utilizado para conversão em áudio (fala sintetizada) de conteúdos digitalizados; lupa eletrônica para ampliação de leitura das obras do acervo das bibliotecas; e restauro de 34 máquinas Braille, que foram disponibilizadas principalmente na oferta de cursos voltados a linguagem Braille. O atendimento do público deficiente visual foi ampliado com a aquisição de equipamento de tradução simultânea, um sistema de audiodescrição de filmes, peças teatrais ou eventos de dança, apresentados nas salas de espetáculos do Centro Cultural.

O CCSP desde 2007 já instalou mais de 400 metros lineares de piso tátil em seus espaços públicos, sua administração e espaços técnicos, bem como reformou banheiros, adaptando-os para pessoas com deficiência. Também foram instalados telefones públicos adaptados para deficientes físicos e auditivos, localizados no Piso Flávio de Carvalho.

O site do CCSP tornou-se mais acessível aos deficientes visuais com a eliminação de obstáculos que dificultavam a navegação. Como referência para essas modificações foram utilizadas as regras do WCAG e E-GOV, parâmetros de acessibilidade na web definidos pelo governo. Além do conteúdo normal, a partir da última terça-feira, 16 de setembro, está disponível o hot site especial do Livre Acesso do CCSP, com informações específicas sobre o assunto. Ainda no site, é possível acessar o programa Braille Acontece, produzido pela Rádio Web, que enfoca o dia-a-dia de pessoas com deficiência. Os entrevistados que já passaram pelo programa, como músicos, advogados e agentes de polícia, revelam como superaram a deficiência para se destacarem na vida profissional e pessoal.

Em uma segunda etapa serão disponibilizadas orientações em áudio nos principais entroncamentos do piso tátil instalado bem como mapas táteis em todos os acessos e andares que permitem a orientação espacial das pessoas com deficiência visual, sinalizando os principais serviços do CCSP.

Além da parceria com a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, o CCSP contou com o apoio de várias entidades, como a Fundação Dorina Nowill. o Instituto Vivo e Laramara – Associação Brasileira de Assistência ao Deficiente Visual.

No entanto o Livre Acesso não só investe na infra-estrutura como também tem um propósito poético e cultural: o de ampliação e potencialização da sensibilidade, da percepção e do conhecimento. Para reforçar essa sua missão planejou uma programação especial e gratuita que começou no dia 16, com a exibição da mostra Acessibilidade e o Cinema, com filmes que retratam pessoas com deficiência em várias situações do cotidiano. No dia 21, quando se encerra o ciclo, a exibição de Cego Oliveira no sertão do seu olhar e de Janela da Alma contou com cabines de audiodescrição, fornecidas pelo Instituto Vivo, especialmente para esta mostra.

 Parque Estadual do Jaraguá

No dia 21 de Setembro, o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. É um ótimo momento para reivindicar a participação plena das pessoas com deficiência na sociedade. O Grupo Lazer Adaptado, formado por instituições defensoras dos direitos das pessoas com deficiência promoveu, de 15 a 21 de setembro – com o apoio do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência – CMPD -, a Semana Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, no Parque Estadual do Jaraguá.

O evento contou com palestras de especialistas renomados e o Festival de Talentos – atividades culturais (dança, teatro, música e shows) realizadas por alguns deficientes.

*Helô Rocha é jornalista. Atualmente reside em São Paulo, é portadora de Osteogênese Imperfeita, membro da Ong ISocial e correspondente do Portal Inclusão Social.