Reportagem da Agência Brasil informa que uma rede voluntária formada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), indústrias e instituições públicas e privadas devolveu 1.016 ventiladores pulmonares consertados a hospitais de 223 cidades.

Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), os aparelhos, que estavam sem uso, passaram por reparo nos 39 postos de manutenção localizados em 20 Estados. Desde que entrou em operação a Iniciativa + Manutenção de Respiradores, em 30 de março, foram recebidos mais de 3 mil respiradores, dos quais 1.351 estão em manutenção e 189 passam por calibração, última etapa antes da devolução ao serviço de saúde.

Segundo estimativa da LifesHub Analytics e da Associação Catarinense de Medicina (ACM), existiam ao menos 3,6 mil ventiladores pulmonares fora de uso no país, mas esse número pode ser maior, alerta a Confederação Nacional da Indústria. De acordo com a CNI, cada aparelho pode ajudar no tratamento de até 10 pessoas.