Chegou o mês de Setembro e mais uma vez a Associação dos Voluntários a Serviço da Oncologia em Sergipe (Avosos) abraça o Setembro Dourado, que é uma campanha idealizada pela Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (Coniacc). O objetivo é chamar a atenção, em todo o Brasil, sobre a importância do diagnóstico precoce para uma boa evolução do tratamento do câncer infantojuvenil, por meio da divulgação ampla dos sinais e sintomas mais comuns de suspeita da doença.

“Durante todo mês vamos intensificar a divulgação dos sinais e sintomas de suspeita da câncer, na intenção de orientar, principalmente, os pais no reconhecimento desses sintomas. Este ano, a Avosos reativou seu Ambulatório de Triagem, acolhendo crianças e adolescentes de 0 a 19 anos encaminhadas pelas Unidades Básicas de Saúde. O serviço disponibiliza gratuitamente consulta com pediatra e todos os exames necessários para a confirmação ou não da doença. O câncer Infantojuvenil tem maiores chances de cura quando descoberto rapidamente, e o paciente passa por procedimentos menos invasivos e dolorosos”, informa a psicóloga Raquel Bezerra, coordenadora do Projeto Diagnóstico Precoce da Avosos.

O presidente da Avosos, voluntário Wilson Melo, que tem acompanhado de perto há 34 anos diversas histórias de crianças e adolescentes com câncer, ressalta que um dos grandes desafios para o diagnóstico precoce é a identificação dos sintomas, que se confundem com os de outras doenças. “Os pais, avós, tios, professores, enfim, cuidadores de crianças e adolescentes precisam ficar alertas e observar alguns desses sintomas de suspeita. Na dúvida, é importante ainda consultar sempre uma segunda opinião médica. Quem precisar de ajuda, orientação, apoio, pode procurar a Avosos, pois esta é a nossa missão”, pontua o fundador da instituição.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), anualmente, cerca de 12.800 casos novos em menores de 19 anos são diagnosticados no Brasil por ano. Quando a doença é descoberta em fases iniciais, as chances de cura podem chegar a mais de 80%. Além do diagnóstico precoce, outras ações são fundamentais para esses resultados, como o tratamento em centro de referência e o apoio social. E é acreditando nisso que a Avosos desenvolve seu trabalho, oferecendo suporte e assistência integral a crianças e adolescentes com câncer e suas famílias.

Ambulatório de Triagem

Pensando em fornecer uma melhor estrutura para o diagnóstico precoce, a Avosos inaugurou no mês de julho um Ambulatório de Triagem. O espaço humanizado fica localizado na sede da instituição e recebe crianças de 0 a 19 anos de idade com sinais e sintomas de suspeita, que vieram encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde. Por meio deste Ambulatório, a Avosos disponibiliza consulta com pediatra e todos os exames de forma gratuita para investigação desses sinais e sintomas para confirmação ou não do câncer infantojuvenil. “Ao longo desses 33 anos, a gente percebe que o câncer de criança avança muito mais rápido, o que pode deixar muitas sequelas e algumas vão a óbito, porque chegam para o início do tratamento em estágio avançado. Se a gente identifica a doença no seu estágio inicial, a gente diminui bastante tudo isso. Diante de todos os desafios, com o Termo Aditivo que assinamos recentemente com a Prefeitura de Aracaju, é um grande passo para combater o câncer infantojuvenil”, informa o presidente da Avosos, voluntário Wilson Melo. A partir da criação de Ambulatório, pacientes pediátricos com suspeita de câncer começaram a ser regulados via Núcleo de Controle, Avaliação e Regulação (Nucar/SMS) e encaminhados para atendimento no local, possibilitando qualificar ainda mais o atendimento pediátrico oferecido pela Rede de Atenção Primária do município de Aracaju. Informações: avosos.org.br.